Quais os tipos de pintura automotiva e suas diferenças básicas

Cada dia que passa vemos algo novo quando ao assunto em questão é carro. Seja uma tecnologia, um novo modelo ou mesmo uma nova pintura. Seja em carros novos ou seminovos, um novo estilo para decorar o veículo sempre está surgindo e agrada a todos os públicos.

São vários os fatores que podem influenciar na hora de definir a pintura. A mais relevante é o gosto do motorista, mas também são levados em conta o preço e a cor que serão escolhidas. Se você pensa em dar uma repaginada em seu veículo, porém está com dúvidas.

Enfim, existe vários tipos de pintura, uma delas é a pintura hidrográfica que vem se tornando uma febre entre os apaixonados por customização. Confira algumas pinturas automotiva e conheça suas diferenças.

Índice – Neste artigo você vai encontrar as seguintes informações

Pintura solida

Esta é a pintura de carros mais básica e simples para se encontrar. Está disponível na maioria dos veículos tradicionais, contendo pigmentos básicos e as cores predominantes são o branco, vermelho e preto.

Quanto a pintura utilizada em texturas solidas, as mais comuns são de poliéster ou poliuretano, compostas em formulas. São poucas as diferenças, sendo que em poliéster é preciso aplicar verniz e poliuretano necessita de poucas substancia e não é necessário o verniz.

Pinturas solidas são mais simples e baratas, porém duram menos. É preciso sempre lavar o carro para evitar manchas e danos na lataria, fazendo isso pelo menos uma vez por semana.

Pintura metálica

Se a pintura solida é oferecida gratuitamente pelas montarias, nesse exemplo já não será possível, sendo necessários custos adicionais para o seu acabamento.

A grande diferença na pintura metálica está na sua forma solida e com pigmentos em alumínio como detalhe na pintura. Este processo é conhecido como carga de efeito, onde é adicionada a camada na lataria e incluído o alumínio.

É ideal para dirigir em dias ensolarados, onde a presença do alumínio irá refletir com mais vivacidade a cor do seu carro.

Pintura perolizada

Por fim vamos falar da pintura perolizada, que tem como principal característica a pigmentação mineral. O seu pó de perola é responsável por trazer cores diferentes ao ambiente, principalmente em lugares iluminados e com presença do sol.

A variação pode ocorrer em tons mais claros ou escuros de cores, e o principal detalhe para esta pintura é o seu alto custo. Atualmente não são muitos os brasileiros que conseguem tirar do bolso R$ 2.500 para esse tipo de serviço.

Outras pinturas são possíveis?

Sim, sem dúvidas. Existem outros tipos de pinturas automotivas que não sejam realizadas em fábricas, como a pintura candy, que representa para um estilo mais artístico, como das ruas.

Essa pintura pode causar um efeito de maior profundidade ao carro, sendo o seu brilho metálico algo que chama a atenção e é resistente a luz do sol. Porém é mais difícil encontrar alguém especializado em pinturas como essa.

Se você gostou do artigo e já sabe através destas dicas qual a pintura que irá escolher para o seu carro, não esqueça de comentar aqui embaixo. Também pode deixar uma sugestão ou duvida que surgiu.

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *